Confissão | Comédia Romântica

24 jul

Tenho algo a confessar. Peço que não me julguem ou que, pelo menos, tentem ser compreensivos nesse julgamento. Lá vai. Ontem, enquanto eu deveria estar enviando o post dessa semana, aqui, deste blog que vos fala, eu estava em uma locadora pegando DVDs de comédia romântica.

Gente, tem tanta coisa errada nessa frase que eu não sei nem por onde começar. Primeiro é a minha irresponsabilidade de esquecer o post. Olha, eu bem que avisei que aquela história de culto ao tédio ia acabar tomando conta de mim. Ela foi longe demais e acabei perdendo a noção do tempo – que ano é hoje?

Outra coisa muito errada se chama locadora. Mais uma vez: que ano é hoje? Não se usa mais locadora. Até a Blockbuster, que era a grandona, com os comerciais divertidos e tudo mais, quebrou e virou uma filial express das Lojas Americanas. Vá lá se você não usa o Apple TV, o Netflix, aí você baixa o filme ou espera passar na SKY. Se for muito old school espera passar na Globo (tava dando Crepúsculo ontem, vocês viram?). Mas locadora? Me parece pré-histórico. Era paleozoica ou sei lá. Só que ontem mesmo eu estava lá, naquele local inóspito alugando DVDs. Nem Blu-Ray era, para se ter uma noção de quão retrô foi o meu dia.

E aí vem o erro master, o pecado mortal, a danação eterna concentrada em outras duas únicas palavras: comédia romântica. A pior bobagem que uma pessoa um pouquinho confusa pode fazer é assistir a uma comédia romântica. Não é uma questão de princípios cinematográficos. É uma questão puramente psicológica. Esse tipo de filme é uma ilusão, uma utopia, uma fantasia do pior tipo. Isso porque é uma fantasia que faz você realmente acreditar que seja real. Não tem mágica, sobrenatural, ela faz parecer que tudo aquilo é realmente possível.

Eu tenho raiva de comédia romântica. Por diversos motivos, posso citar alguns? Vamos lá. Só tem pessoas bonitas. Até as pessoas feias são bonitas, seja porque estão com uma roupinha interessante ou porque fazem um papel muito fofo ou porque somos idiotas. É sério. Pensem em Justin Long (fez Amor à Distância, Ele Não Está Tão a Fim de Você e vários outros do gênero). Se ele fosse seu colega de faculdade, usasse Nike Shox e bebesse Tampico Frutas Cítricas no intervalo, você gostaria dele? Eu não. Mas lá no filme faz você ficar pensando “por que diabos um desse não aparece na minha vida?”.

Imagem

E o mesmo vale para as mulheres. Já perceberam como é bonitinho quando elas são atrapalhadas no filme, e choram na frente deles dizendo ‘eu achava que você fosse diferente’, e aí funciona? Bom, eu tenho uma notícia para vocês: não funciona. E ainda que você tenha a aparência de Katherine Heigl, não saia por aí falando de boca cheia porque só vão chamar você de porca. O mesmo vale pra calças de abrigo e lingerie estilo cuequinha. E olha que 90% de nós mortais não temos a aparência dela.

Imagem

Outra coisa que me irrita demais é como pessoas que JAMAIS evoluiriam de uma pegada pra um casamento na vida real acabam ficando juntas. Exemplo? Sim, me fala EM QUE UNIVERSO um neurocirurgião de família supertradicional casa com uma dogwalker latina após dois meses de namoro? E o contrário também vale: “ah, ele está desempregado há 7 anos, mas tudo bem porque ele é o Zac Efron”. Isso non ecziste, isto é un fenômeno parapsicológico.

Mas o que eu mais odeio, mais que tudo (alô Dez Coisas que eu Odeio em Você!) é que esses filmes nos fazem ter esperança. Eu não falo só das solteiras querendo encontrar alguém. Eu falo de tudo. Esses filmes nos fazem acreditar que amor de verdade existe, que amizade é a coisa mais importante do mundo, que você pode sair do fim do mundo e conquistar uma carreira legal na cidade grande e, o melhor de tudo, que é possível sim se vestir bem ganhando uma miséria. É rídiculo.

Ok, eu acho que estava mentindo. Eu amo comédias românticas. A única coisa que eu não gosto é do quanto minha vida não parece com elas. AINDA.

(Post por Jeana Mattei)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: